Máquina a vapor para cálcular

Na década de 1830, mais de cem anos antes da primeira geração de computadores modernos, Charles Babbage, o matemático inglês, desenhou um "motor analítico" capaz de realizar as quatro funções principais do cálculo: operação aritméticas, memória, escolha da sequência computada e output e input numéricos.

Movida a vapor, a máquina destinava-se a memorizar 1.000 números de cinquenta algarismos; trabalhava com cartões perfurados; os resultados finais seriam automaticamente impressos e registrados.

Quando a máquina exigisse mais informações para a operação em curso, seu operador seria alertado por um sino. Por falta de dinheiro, nunca foi desenvolvida.

 

 

 

Fonte: O Livro dos Fatos - Isaac Asimov